O CECS viu aprovado o projeto de investigação “Memories, cultures and identities: how the past weights on the present-day intercultural relations in Mozambique and Portugal?”. O concurso, no âmbito do acordo de cooperação científica e tecnológica entre o MCTES e o Imamat Ismaili, prevê o financiamento de projetos conjuntos de investigação científica e desenvolvimento tecnológico, destinados a incentivar e a fortalecer competências e capacidades científicas, técnicas, humanas e sociais dirigidas ao progresso da qualidade de vida nos Países Africanos de Língua Portuguesa (PALOP) e noutras regiões de África.

O CECS, que tem desenvolvido um vasto trabalho de cooperação científica com os países lusófonos, vai coordenar o projeto em parceria com a Universidade Eduardo Mondlane, em Moçambique. De Moçambique participam ainda no projeto investigadores da Universidade da Zambézia, do Instituto Superior de Artes e Cultura, da Escola Superior de Jornalismo, entre outras instituições de ensino superior.

Trata-se de um estudo comparativo sobre o papel dos produtos culturais e artísticos no interconhecimento mútuo e na (re)construção de visões sobre o mundo. Em particular será analisado o papel do cinema, dos manuais escolares de História e das coleções museológicas na promoção do diálogo intercultural, envolvendo jovens estudantes moçambicanos e portugueses nesta discussão.

Para o diretor do CECS e coordenador do projeto, Moisés de Lemos Martins, esta constitui uma oportunidade de aprofundar e consolidar o trabalho que vem sendo desenvolvido ao longo dos últimos 20 anos, em torno das relações interculturais, com investigadores dos países lusófonos.

Projeto de investigação do CECS aprovado no âmbito de concurso FCT/Aga Khan Development Network

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *