Terá lugar, no dia 16 de julho, pelas 16h00, no Salão Nobre da Reitoria da UMinho, a sétima sessão do Ciclo de Conferências e Mesas Redondas “Interpelações a partir d’ O Silêncio da Terra. Visualidades (pós)coloniais intercetadas pelo arquivo Diamang”.

Dedicada ao tema “As missões cristãs nas colónias portuguesas de África: submissão e resistência ao colonialismo durante o Estado Novo” esta sessão contará com a participação de Frei José Nunes e com a moderação de Moisés de Lemos Martins (CECS).

Frei José Nunes nasceu a 3 de setembro de 1956, em Lisboa, realizou o noviciado no Convento dominicano de Toulouse em 1976-77, e fez a primeira profissão na Ordem dos Pregadores, em 1977, tendo sido ordenado presbítero em 1984. Doutorou-se em Teologia Pastoral na Universidade Pontifícia de Salamanca e foi missionário em Angola durante nove anos.

Em 1994, começou a lecionar na Faculdade de Teologia da Universidade Católica de Lisboa, integrando a direção desta mesma Faculdade desde 2002. Desde 1997 trabalha também como Vigário paroquial na Paróquia de S. Domingos de Benfica, em Lisboa, e desde esse ano é também sócio do prior provincial da Ordem dos Pregadores em Portugal.

Trata-se de um ciclo organizado pelo Laboratório de Paisagens, Património e Território (Lab2PT), pelo Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS), pelo Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS.NOVA.UMinho) e pelo Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA-UMinho).

“O Silêncio da Terra”: sessão sobre “As missões cristãs nas colónias portuguesas de África”